Amor adormecido (Mardilê Friedrich Fabre)

Amor adormecido
(Mardilê Friedrich Fabre)

Em uma cruzada de olhar
foi que um imenso amor nasceu.
Não houve tempo pr’a pensar
só sei que tudo escureceu.

Teu sorriso me enterneceu
conseguiste me emocionar.
Em uma cruzada de olhar
foi que um imenso amor nasceu.

Hoje do passado a lembrar
sinto que algo ainda não morreu.
Há vontade de te encontrar,
logo nem tudo esmoreceu
em uma cruzada de olhar.

Postado no Recanto das Letras
Código do texto: T598857

Você pode gostar...

Send this to a friend