Inevitável (Olga Savary)

Inevitável
(Olga Savary)

Eu poderia não ser, solidão, esse jovem animal selvagem
que deglute o teu bruxedo — cumeeira e soterrâneo,
arquitetura da destruição — mas não quero outra coisa.

Publicado originalmente no livro Espelho Provisório (1950-1970).
Em Haikais/ Olga Savary, Roswitha Kempf Editores,
São Paulo (SP) Brasil, 1986, pág. 30.

Você pode gostar...

Send this to a friend