Quarenta Sonetos Sem Pecado – X (Antonio Kleber Mathias Netto)

Quarenta Sonetos Sem Pecado
X
(Antonio Kleber Mathias Netto)

Amanhã de manhã, um vento manso
terá limpado a areia à beira mar.
As ondas noturnais terão levado
a presença dos corpos que se amaram.

Restarão, sim, meus passos e meus sonhos,
misturados aos gritos das gaivotas
e à paisagem fria dos invernos.
As coisas acontecem, como a noite,

o dia, a vida, a morte; como tudo
que passa e não mais volta e, quando volta,
são mentiras, frangalhos e neblina.

Viver as sombras nuas da saudade
leva a alma à constrição das amarguras.
Eis porque estou pronto às aventuras!

Em Quarenta Sonetos Sem Pecado/Antonio Kleber Mathias Netto,
Editora do Autor, Rio das Ostras (RJ) Brasil, 1997.

Você pode gostar...

Send this to a friend