As rosas XIV (Rainer Maria Rilke)

As rosas
XIV
(Rainer Maria Rilke)

Verão: ser por alguns dias
o contemporâneo das rosas;
respirar o que paira em volta
de suas almas abertas.

Fazer de cada uma que morre
uma confidente,
e sobreviver a essa irmã
em outras rosas ausente.

Em As rosas/ Rainer Maria Rilke; tradução e prefácio Janice Caiafa,
Livraria Sette Letras Ltda., Rio de Janeiro (RJ) Brasil 1996, pág. 47.

Você pode gostar...

Send this to a friend