E foi assim… (Yedda Lamounier)

E foi assim…
(Yedda Lamounier)

Eu te encontrei um dia casualmente.
Tu me olhaste nervoso, demorado.
Qualquer coisa eu senti de diferente,
naquele teu olhar meio mirado.

E neste afogadilho de emoção,
senti meu sangue aos poucos ir fugindo,
acelerando mais meu coração,
enquanto estavas calmo, me sorrindo.

Eu, displicente, procurei fingir
para não te chamar quase atenção.
Mas, quando o meu caminho ia seguir
ficou prêsa na tua, minha mão.

Teu olhar mergulhou dentro do meu.
Um sôpro de carícia e de desejo
passou perto de nós como num beijo.
— E foi assim, que o nosso amor nasceu.

Em Soluços do Coração – poesia/Yedda Lamounier,
Gráfica Editôra Livro S.A., Rio de Janeiro (RJ), Brasil,
1965, pág. 22.

 

Você pode gostar...

Send this to a friend