Jardim verde e em flor, jardim de buxo (Sophia de Mello Breyner Andresen)

Jardim verde e em flor, jardim de buxo
(Sophia de Mello Breyner Andresen)

Jardim verde e em flor, jardim de buxo
onde o poente interminável arde
enquanto bailam lentas as horas da tarde.
Os narcisos ondulam e o repuxo,
voz onde o silêncio se embala,
canta, murmura e fala
dos paraísos desejados,
cuja lembrança enche de bailados
a clara solidão das tuas ruas.

Em Dia do Mar/ Sophia de Mello Breyner Andresen,
Editorial Caminho S.A., Lisboa (Portugal), 5ª edição, 2005, pág. 20.

Você pode gostar...

Send this to a friend