O amor (Basilina Pereira)

O amor
(Basilina Pereira)

O amor é a brasa que resta
do fogo maior: a paixão.
Também é o mestre que ensina
o compasso da emoção.

Possui o encanto das gueixas,
e todo o enigma do segredo,
do riso, rouba a alegria
do pranto: a dor e o medo.

Do amor diz-se: soberano,
sem fronteira e sem patrão,
que confirmem ou desaprovem
as regras do coração.

Não há quem saiba dizê-lo
com cadência e passo certo.
Mas todos podem senti-lo
não há coração deserto.

Em Quase Poesia/ Basilina Pereira, LGE Editora Ltda.,
Brasília (DF) Brasil, 2009, pág. 68.

Você pode gostar...

Send this to a friend