Soneto VI (Antonio Kleber Mathias Netto)

Soneto VI
(Antonio Kleber Mathias Netto)

Na areia, solidão de maresia,
afogado nas ondas da lembrança,
entrego-me ao roçar das brisas tantas,
levando-me em nostálgica empreitada.

Caminho sob nuvens de algodão,
dando as mãos à memória mais recente.
Visito as estalagens da ilusão,
onde alcancei somente a fantasia.

Lá, eis-me reprimido, quiromântico,
diante do corpo quedo da mulher,
desejosa do macho sem ação.

Agora, aqui sozinho, mar e brumas,
entrego-me à utopia de um retorno,
sonhando reviver o não vivido.

Em Quarenta Sonetos Sem Pecado/Antonio Kleber Mathias Netto,
Editora do Autor, Rio das Ostras (RJ) Brasil, 1997.

Você pode gostar...

Send this to a friend